https://go.hotmart.com/Y61853049U?dp=1
top of page

Tens esta crença irracional?...

O psicólogo Albert Ellis desenvolveu uma grelha de crenças irracionais muito humanas e que orientam muito da nossa vida. E por falar em crenças, são elas nos conduzem, nos levam onde vamos, orientando as nossas escolhas, decisões, etc. Lê esta crença identificada na lista elaborada por Ellis:


É normal depender dos outros porque precisamos

de alguém mais forte para confiar

Porque é que esta crença é irracional?

Precisamos de relacionamentos interpessoais para nos sentirmos seguros e emocionalmente equilibrados. Porém, não é uma atitude adaptativa quando chegamos ao ponto de entregar o que pensamos e o que fazemos aos outros. Ninguém pensa por nós nem faz por nós.

Quanto mais dependes dos outros, menos escolhes para ti mesmo e mais te deixas levar por opiniões e desejos alheios. Quanto mais deixas as decisões importantes nas mãos dos outros, menos oportunidades tens de aprender. E entras no ciclo da distorção, da dependência.


Posso dizer-te que aprendi a ter mais cuidado com as frases pelas quais me oriento e passei a construir as minhas próprias frases que definem a maquete do mundo que tenho na minha mente.


Em Setembro, no Inteligência Emocional para o Dia-a-Dia

poderás tomar contacto com o teu Ego e domesticá-lo

podes saber um pouco mais por agora _____________________________________

Inteligência Emocional para o Dia-a-Dia, programa online 5 semanas

75 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 Comment


Sim é construir as minhas próprias frases de acordo com a maquete do mundo que está na minha mente e no meu coração. Sempre o equilíbrio entre cérebro e coração!


É saber e sentir que vim ao mundo com um propósito que é o meu!

É saber e sentir que eu tenho poder para realizar esse propósito!

É saber e sentir que tenho livre arbítrio, não há determinismo!

ex: se eu semeio macieiras, são macieiras que irão nascer e não laranjeiras...semeio, logo vou colher...

É saber ouvir os outros, ouvir-me a mim própria (cérebro e emoções) e saber que sou eu quem decide com consciência e clareza sobre "o passo que vou dar"...

É também saber que posso errar, e…


Like
bottom of page