Líder é fonte do capital emocional

October 26, 2017

O ambiente que se vive numa organização tem a ver com o ambiente dos grupos que estabelecem interacções mais frequentes. Que tem a ver com o ambiente que se vive dentro da mente de cada indivíduo.

Ora aqui entra o conceito espiritual de liderança. O líder é o indivíduo regulador de relações humanas. É a referência do capital emocional vivido no meio. O indivíduo que está disponível sem necessidade de estruturas coercivas. Digamos que o maestro que o grupo permite estabeleça a sincronia. O grupo aceita, de alguma forma, as indicações do líder.

Nas organizações, o que temos são mais managers do que líderes, porque são impostos pela estrutura. São fruto do statu, da hierarquia, não tanto do que representam como capital emocional.

 

Por outro lado, se falarmos de líderes de organizações de voluntários, a perspectiva muda substancialmente porque a qualidade do maestro vê-se na capacidade que tem em manter as pessoas unidas em torno de algo que faça sentido.

 

«Se quer realmente testar as suas capacidades como líder, junte um grupo de pessoas em torno de uma causa e mantenha-as juntas por quanto tempo lhe for possível»

adaptado de John Maxwell

 

 

E as pessoas têm um poder enorme, porque podem abandonar o projecto assim que quiserem. Não há componente material como salário, prémios, compensações que sirva de justificação para suprimir emoções e sentimentos. A condição de voluntário está no campo tanto físico como espiritual. Ora o indivíduo, em nome da sobrevivência física e da satisfação material, torna-se obediente a uma estrutura hierárquica. O domínio é mais do interesse do que do significado.

 

 

Na condição de voluntário, o indivíduo é reclamado pelas suas emoções e assim pelo significado da actividade e o que representa para ele. Neste caso, a entidade viva obedece à sua interioridade, seguindo o caminho do que faz sentido. Se obedece, é porque o seu lado espiritual ou emocional está refém da condição cognitiva, da crença de que deve obedecer-se àquele que diz mandar. Aquele que tem necessidade de poder é validado pelos que perderam a sua referência interior. E assim castram a sua fonte inesgotável de soluções.

 

«As pessoas trabalham por dinheiro, mas morrem por uma causa»

adaptado de Kets de Vries

 

Líder é o indivíduo que se torna um exemplo, não dá ordens, não se impõe, não tem seguidores, tem voluntários que o admiram e estão lá porque querem, não porque têm de ou porque devem. O conceito espiritual de liderança é disponibilidade. O líder está disponível, não impõe a sua presença ou ideias. Líder orienta-se por causas e propósitos. E é esta característica que tem a qualidade de promover uma espécie de consenso global, uma sincronia harmónica que leva os grupos e realizarem coisas extraordinárias. Cada elemento torna-se num líder imprescindível no processo de grupo e cria um capital emocional comum e irreplicável.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Featured Posts

O que pode e não pode

November 12, 2019

1/10
Please reload

Recent Posts

November 12, 2019

September 9, 2019

Please reload

Archive
Please reload