2 pecados capitais do coach

August 28, 2018

 

Dos 7 pecados capitais e do pecado mortal do Coach, incluído no programa CoreCoaching,  apresento aqui dois dos mais comuns.

 

1 - AUTOVALIDAÇÃO

 

Quando os coaches se definem de forma superior, porém subjectiva e assente em associações com uma simples interpretação da realidade. Quando a crença passa a ser confundida com uma verdade, o que acontece ao coach?

- Constrói uma concha defensiva do ego

- Ignora evidências contrárias

- Acredita mais em si do que em evidências, estudos e factos

- Sente-se pressionado a manter a opinião por achar que confirma a sua credibilidade

 

Exemplos da autovalidação

«Eu sou uma pessoa holística»

«Eu sei do que falo»

«Tenho já muita experiência»

«Bem, sou especialista na matéria»

«Eu conheço bastante das pessoas»

«Agora já entendo o que a pessoa quer»

«Desmonto o processo do cliente»

«A mim já não me enganam»

 

A autovalidação é uma armadilha do ego que retira discernimento ao coach e o coloca distante do cliente e do processo de coaching. O coach está demasiadamente convencido de si mesmo

Solução

Trabalhar a autoconsciência. O coach deve virar-se para dentro de si e perguntar-se sobre as suas motivações, a razão das suas reacções. Porque acredita no que acredita, que tipo de pensamentos tem, que necessidades avalia em si. Precisa de ser validado por alguém? Precisa de reconhecimento e de elogio? Só assim chegará a um estado de neutralidade aceitável para conduzir sessões.

 

2 - CONCLUSÃO APRESSADA

 

Uma compulsão do coach em se apressar a concluir e a fazer um diagnóstico ao cliente como se fosse um médico. 

Analisar é aborrecido porque é esperar, observar e escutar. Aplicar e diagnosticar é mais excitante. Aplica-se já uma ferramenta e tira-se as conclusões no imediato.

Quanto mais depressa concluir mais vantagem tiro da situação e mais credibilidade terei. Dá uma imagem competitiva e estou aqui para obter resultados, não para estar a empatar.

 

A conclusão apressada é uma armadilha de quem pensa ter soluções imediatas sem se dar o tempo suficiente para coleccionar informação. Retira tempo ao cliente e coloca-se em destaque.

Solução

Pensar. Análise é a rainha. Observe, Escute, peça ao cliente para verbalizar mais. Faça perguntas exploratórias sobre o assunto em questão. Desfrute da satisfação da reflexão e da pesquisa. O cliente descobre muito ao falar sobre a sua vida e o que quer e onde quer chegar.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Featured Posts

O que pode e não pode

November 12, 2019

1/10
Please reload

Recent Posts

November 12, 2019

September 9, 2019

Please reload

Archive
Please reload