• JDias

A PP - Pausa Poderosa


Criar uma pausa todos sabemos como fazer. Criar uma Pausa Poderosa poucos estão aptos. É preciso querer e promover o poder da pausa.

O espaço entre o que acontece e a sua reacção é chamada de pausa. E com ela podemos avaliar o que está por detrás das palavras que as pessoas usam, dos seus comportamentos ou do seu silêncio. Se não desenvolve esta competência, então fica entregue aos automáticos da sua natureza, sem estratégias ou propósito. As reacções automáticas correspondem ao modo de sobrevivência.

Sinais de que está na hora de fazer uma pausa poderosa. Se estiver a pensar, a sentir ou até a dizer coisas como isto

1 - Não tenho hipótese, não tenho alternativa

2 - Como é possível que me tenham feito/dito isto?

3 - Tenho de agir já ou estou lixado/a

4 - Não acredito que isto me está a acontecer de novo

5 - Não sei o que fazer, não esperava isto

6 - Definitivamente, não me identifico com isto

7 - Quando é que alguém vem resolver isto

Para criar um novo mundo mental, há três passos que pode seguir.

Pausa + Curiosidade + Humildade

  • A Pausa dá-lhe o silêncio necessário à criação de espaço mental para receber novas ideias. A pausa dá-lhe relaxe neurológico e cria abertura

  • A Curiosidade vai procurar saídas e soluções diferentes. É o estado da inovação na procura de estímulos positivos. Um estado pró-activo

  • A Humildade dá-lhe a percepção que não sabe tudo, que nada é absoluto, que as verdades não são únicas, nem permanentes. Com humildade fica disposto a aprender, porque admite que não sabe o suficiente e poder saber ainda mais.

Deixo-lhe 4 práticas para promover a PP - Pausa Poderosa, para resgatar o líder que há em si e poder desfrutar no dia-a-dia

1 - Pergunte-se porque é que não sabe o que não sabe? A pergunta entra no seu sistema neurológico e cria soluções imediatas. Perceberá que tem falta de informação, que poderá aprender muito mais, que não tem os dados todos e que terá possibilidade de evoluir.

2 - Dê-se conta dos seus impulsos ou da propensão para tal. O que os provoca, que tipo de palavras, comportamentos. Se identificar saberá prevenir reacções e começar a agir.

3 - Dê o benefício da dúvida. Verifique o que assumiu como verdade que não será a verdade toda. Verifique o que é facto e o que é interpretação.

4 - Use a atitude do Curioso em vez do Furioso. A primeira procura informação, a segunda aniquila o desenvolvimento. A primeira faz bem à mente e à saúde, a segunda faz mal ao seu organismo. Curioso pergunta e investiga. Furioso afirma e agride.

_____________________________________

Consulte os nossos programas de Liderança e Inteligência Emocional e de PNL&Coaching, direccionados às soluções e à flexibilidade emocional

#liderança #emoções #desenvolvimentopessoal #autoajuda #afectos #sentimentos

21 visualizações

© 2013 by JD communication - Portugal - jd@jdias.org - 913254041