Gerir Pensamentos, o Combate

Autênticos especialistas a gerir pensamentos eram os chamados Monges do Deserto, no século III. Na solidão e aridez dos desertos, longe dos perigos mais mundanos, os monges travavam uma luta mais interna: a dos pensamentos negativos.

Usavam a técnica da sentinela ou da vigilância do coração. Trata-se de um estado de alerta constante, uma sentinela colocada no limiar da consciência que filtra os pensamentos e bloqueia os que são prejudiciais.


«A vigilância é a concentração penetrante de um pensamento que está de guarda à porta do coração. Este pensamento forte observa os pensamentos pérfidos que surgem, escuta o que eles dizem e vê o que fizeram estes assassinos... Assim, a vigilância é a forma de atenção continuada sobre a razão do homem que se esforça para estancar a fonte dos pensamentos e actos maldosos»

extraído da Filocália dos Santos Padres Népticos

Os monges recorriam a orações, frases-chave, para neutralizar a invasão do pensamento prejudicial. É um combate permanente que, com a prática, dá a vantagem à sentinela. Outras formas de manter a mente limpa eram as actividades produtivas ou distracções de qualidade.

Se no deserto, longe de estímulos, o combate era significativo, na nossa vida urbana o combate será ainda maior. Porém, o princípio é o mesmo e o final é o que nós quisermos. A sentinela vencerá sempre.

- A sentinela tem de estar presente e atenta. Os estímulos são muitos e subtis. As fontes de maus pensamentos estão por todo o lado.

a) Numa televisão com notícias ou filmes que apelam à tristeza e ao desencanto

b) Envolver-se em discussões que despertam cólera ou a maledicência

c) Assistir a espectáculos que despertem o negativo em nós

d) Alimentar os diálogos internos e o cinema interior obsessivo

Precisa saber se quer mesmo cultivar a sentinela ou se prefere alimentar-se das representações mentais tóxicas e tirar prazer delas pensando que não terão consequências porque «afinal são só pensamentos». Erro crasso. Essas representações formarão uma névoa cada vez mais densa na sua realidade.


O que fazer?

Assuma o papel de seleccionador. Você passa a ser o treinador da selecção de pensamentos que irão a jogo para ganhar o campeonato da sua vida. Você escolhe, treina, convoca, escolhe, define a estratégia e as tácticas, dá as instruções, substitui e no final tem de assumir a responsabilidade. Os treinadores e seleccionadores não podem culpar a equipa e os jogadores. Tal como você não pode culpar os seus pensamentos e sentimentos porque é responsável pelo que faz deles e dá-lhes as indicações para prevenir, reduzir, iniciar, manter e elevar estados emocionais.

Os treinadores das equipas são despedidos dos clubes. Você não pode ser despedido e migrar para outra cabeça porque esta é sua propriedade. Tem uma vantagem, que é aprender de forma a trazer mais resultados. Gerir pensamentos não requer dinheiro para o fazer. Pode sempre «contratar» qualquer pensamento a custo zero. Pode despedi-lo a custo zero. Já viu a vantagem disto? Você é que manda e nunca vai embora e pode fazer o que quiser com a sua mente e os seus pensamentos. Sim, ela é teimosa, mas obedece. Precisa de ganhar hábito, mas obedece, até se comportar à altura das suas exigências.


Citando Lama Zopa Rinpoche, «a mente é como uma criança, o que significa que deveria ser como os pais: o pai e a mãe a guiar e a tomar conta da criança cuidadosamente e com muito amor. Se também agir como uma criança, se acreditar em tudo o que a criança lhe disser, se se transformar na criança, criará obstáculos e a vida preencher-se-á de sofrimento».

Segundo os monges do deserto, os momentos mais críticos são o final do dia, à noite, e na manhã. Momentos entre sonolência e vigília.

- Tenho a força suficiente

- Escolho o caminho que me traz prosperidade

- Eu tenho deus dentro de mim

- Aqui estás, sei o que fazer: pensamento de paz.

Seleccione a sua frase, a sua própria forma de fortalecer a sua sentinela

_____________________________________

Consulte os nossos programas de Liderança e Inteligência Emocional e de PNL&Coaching, direccionados às soluções e à flexibilidade emocional

#liderança #emoções #desenvolvimentopessoal #autoajuda #afectos #sentimentos

0 visualização

© 2013 by JD communication - Portugal - jd@jdias.org - 913254041